Momentos...

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Bullying A brincadeira sem graça

Bullying a brincadeira sem graça







Bullying é um termo em inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (bully - «tiranete» ou «valentão») ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz(es) de se defender. Também existem as vítimas/agressoras, ou autores/alvos, que em determinados momentos cometem agressões, porém também são vítimas de bullying pela turma.


Caracterização do bullying


No uso coloquial "acossamento",ou entre falantes de língua inglesa, bullying é frequentemente usado para descrever uma forma de assédio interpretado por alguém que está, de alguma forma, em condições de exercer o seu poder sobre alguém ou sobre um grupo mais fraco. O cientista sueco - que trabalhou por muito tempo em Bergen (Noruega) - Dan Olweus define bullying em três termos essenciais:


1. o comportamento é agressivo e negativo;


2. o comportamento é executado repetidamente;


3. o comportamento ocorre num relacionamento onde há um desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.


O bullying divide-se em duas categorias:


1. bullying direto;


2. bullying indireto, também conhecido como agressão social


O bullying direto é a forma mais comum entre os agressores (bullies) masculinos. A agressão social ou bullying indireto é a forma mais comum em bullies do sexo feminino e crianças pequenas, e é caracterizada por forçar a vítima ao isolamento social. Este isolamento é obtido através de uma vasta variedade de técnicas, que incluem:


· espalhar comentários;


· recusa em se socializar com a vítima


· intimidar outras pessoas que desejam se socializar com a vítima


· criticar o modo de vestir ou outros aspectos socialmente significativos (incluindo a etnia da vítima, religião, incapacidades etc).


O bullying pode ocorrer em situações envolvendo a escola ou faculdade/universidade, o local de trabalho, os vizinhos e até mesmo países. Qualquer que seja a situação, a estrutura de poder é tipicamente evidente entre o agressor (bully) e a vítima. Para aqueles fora do relacionamento, parece que o poder do agressor depende somente da percepção da vítima, que parece estar a mais intimidada para oferecer alguma resistência. Todavia, a vítima geralmente tem motivos para temer o agressor, devido às ameaças ou concretizações de violência física/sexual, ou perda dos meios de subsistência.






Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Bullying/ Plantandosementesdefelicidade.blogspot.com

sexta-feira, 1 de outubro de 2010


DIVULGAÇÃO DAS PROPOSTAS DE GOVERNO NAS TURAMS DE 1ª A 4ª SÉRIES DA ESCOLA



CONSTRUÇÃO DO MATERIAL DE CAMPANHA ELEITORAL DANDO CONTINUIDADE AO PROJETO DAS ELEÇÕES ESCOLARES

sábado, 25 de setembro de 2010

Visita do bombeiro para treinamento de evacuação e prevenção de incêndio

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Conteúdos: 4ª Série...

PORTUGUÊS 4ª SÉRIE- 2010 1º trimestre

1) Leitura de diferentes gêneros. 2) Produção textual: frases, parágrafos, textos, diálogos, descrição, narração. (observando a estruturação) 3) Reprodução oral e escrita de histórias lidas assistidas e ouvidas. 4) Pontuação. 5) Tipos de frases. (interrogativa, exclamativa, declarativa afirmativa e negativa) 6) Substantivo coletivo e composto. (flexão em gênero, nº e grau) 7) Classificação das palavras quanto à sílaba tônica. (oxítona, paroxítona e proparoxítona) 8) Dificuldades ortográficas.

2º trimestre

1) Leitura de diferentes gêneros. 2) Produção textual: frases, parágrafos, textos, diálogos, descrição, narração. (observando a estruturação) 3) Reprodução oral e escrita de histórias lidas assistidas e ouvidas. 4) Pontuação. 5) Fonema e letra. 6) Encontro consonantal, vocálico e dígrafo. 7) Adjetivo (grau comparativo e superlativo); locução adjetiva. Interjeição. 8) Dificuldades ortográficas.

3º trimestre

1) Leitura de diferentes gêneros. 2) Produção textual: frases, parágrafos, textos, diálogos, descrição, narração. (observando a estruturação) 3) Reprodução oral e escrita de histórias lidas assistidas e ouvidas. 4) Pontuação. 5) Pronomes pessoais do caso reto e Pronomes de tratamento. 6) Verbos: Modo indicativo (1ª, 2ª e 3ª conjugações) 7) Dificuldades ortográficas. OBS: OS CONTEÚDOS COMO SUBSTANTIVO COMUM, PRÓPRIO, ARTIGOS DEFINIDOS E INDEFINIDOS, CLASSIFICAÇÃO QTO AO Nº DE SÍLABAS E SÍLABA TÔNICA FORAM TRABALHADOS NA 3ª SÉRIE, PORTANTO DEVERÃO APENAS SEREM RETOMADOS.

CIÊNCIAS

1º TRIMESTRE

1) O SOLO E O SUBSOLO: Formação do planeta; camadas da Terra; camadas da crosta; tipos de rochas e minerais; fósseis; placas tectônicas; solo (perfil) e doenças transmitidas por ele; tipos de erosão; a importância do reflorestamento; saneamento (o problema do lixo; coleta seletiva e reciclagem); o solo e a nossa saúde.

2º TRIMESTRE

2) A ÁGUA: Importância da água e utilidades; ciclo da água; características; estados físicos; tipos; processo de purificação; doenças transmitidas; propriedades; situação da água no planeta; a água e a nossa saúde.

3º TRIMESTRE

3) O AR: A atmosfera e suas camadas; características e propriedades do ar; importância e composição do ar; fenômenos atmosféricos; modificações na atmosfera (causas e consequências); O ar e a nossa saúde.

GEOGRAFIA

1º TRIMESTRE

1) APRENDENDO GEOGRAFIA: O que trata a Geografia; Pontos cardeais e cartografia. 2) O MUNDO EM QUE VIVEMOS: Oceanos e meridianos; paralelos e meridianos. 3) O BRASIL NA AMÉRICA: Divisão Política. 4) O BRASIL NA AMÉRICA DO SUL: Países e capitais. 5) O NOSSO BRASIL: Divisão regional 6) O NOSSO RIO GRANDE DO SUL: Localização no mundo e no Brasil;

2º TRIMESTRE

1) ASPECTOS FÍSICOS DO RS: clima, relevo, hidrografia e vegetação (aproveitamento econômico): Degradação ambiental; Unidades de conservação da natureza.

3º TRIMESTRE

1) AS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO RS: agricultura, pecuária, indústria, comércio, e extrativismo. 2) UM OLHAR NA ATUALIDADE: O Mercosul ( objetivos, países, membros e comércio).

MATEMÁTICA

1º trimestre

1) Tipos de conjuntos: unitário, vazio, finito e infinito. Relação de pertinência. Subconjuntos. Relação entre conjuntos. Operação com conjuntos: união e intersecção. 2) Números Naturais (número e numeral; o conjunto dos números naturais, sucessor e antecessor) 3) Sistema de numeração decimal; (leitura e escrita- U, D, C, UM, DM, CM) 4) Adição, subtração e prova real. 5) Multiplicação, divisão por dois algarismos e prova real. ( x e : por 10 100 e 1000) 6) Histórias Matemáticas.(envolvendo as quatro operações e sistema monetário)

2º trimestre

1) Expressões numéricas com as quatro operações, envolvendo colchetes, chaves e parênteses. 2) Divisores de um nº natural: critérios de divisibilidade; conjunto de divisores de um nº; Maior divisor comum. 3) Números Primos: definição; números compostos; decomposição de um número num produto de fatores primos. 4) Múltiplos de um nº: conjunto dos múltiplos de um nº; determinação do mínimo múltiplo comum através da decomposição. 5) Desafios matemáticos envolvendo os conteúdos em estudo. 6) Multiplicação por três algarismos.7) Propriedades da Adição e Multiplicação.

3º trimestre

1) Números Racionais: noções de fração; leitura de uma fração; termos da fração; representação com desenhos; adição e subtração de frações; fração de um nº inteiro; histórias matemáticas envolvendo frações. OBS: OS ITENS 2, 3 , 4 DO 1º TRIMESTRE, MULTIPLICAÇÃO POR DOIS ALGARISMOS, MULTIPLICAÇÃO E DIVISÃO POR 10, 100 E 1000, BEM COMO, SISTEMA MONETÁRIO, JÁ FORAM TRABALHADOS NA 3ª SÉRIE, NECESSITANDO APENAS SEREM RETOMADOS.

HISTÓRIA

1º TRIMESTRE: *Conceito de História: Linha do Tempo: Documentos sobre a história do aluno. *Fontes históricas e fatos históricos. * A história do Universo: Origem; Noções básicas de arqueologia e paleontologia (Santa Maria) *A Pré- História: Períodos; Características; Surgimento da escrita; Povoamento da América.

2º TRIMESTRE:

*Os povos indígenas do Rio Grande do Sul: Modo de vida; Localização e Organização; Contribuições culturais. *A expansão marítima e comercial: O domínio espanhol no RS. As Missões Jesuíticas e Reduções Jesuíticas. 3º TRIMESTRE: *O domínio português no RS: Ação bandeirante: A ação dos tropeiros e a formação das estâncias; As charqueadas; A escravidão *Os núcleos familiares no RS: A imigração açoriana, italiana e alemã. *Revolução Farroufilha. *Os aspectos atuais do RS: Abordagens gerais sobre o contexto atual do estado.

EDUCAÇÃO PARA O PENSAR

1º TRIMESTRE:

*Relações Interpessoais (convivência); *Educação para a sustentabilidade e paz.

2º TRIMESTRE:

* Cidadania: ética e valores

3º TRIMESTRE: * Conhecimento e saber: * Senso comum e senso crítico.

ENSINO RELIGIOSO

1º TRIMESTRE: *

Campanha da Fraternidade-2.010: Lema: Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro.( MT 6, 24) Tema: Economia e vida. * História de Pallotti; * O que é ser gente? (Ser x Ter); * Importância da amizade; * Páscoa: o verdadeiro significado

2º TRIMESTRE: * Ser filho de Deus: Jesus mostra como é Deus. Bíblia.

3º TRIMESTRE: Jesus ensina como devem ser os homens (parábolas) Natal- o verdadeiro significado.

ARTES

1º TRIMESTRE:

Linguagem artística: desenho, recorte, colagem, pintura, modelagem e dobradura.

História da Arte e a Arte na Pré- História (noções).

2º TRIMESTRE:

Composição figurativa e abstrata.

Cores: Tipos.

Técnicas de desenhos utilizando o ponto, a linha e a reta.

3º TRIMESTRE:

Alguns artistas e suas obras.(nos três trimestres)

Expressão corporal.

Fonte: http://turmadaprofejanete.blogspot.com/2010_03_01_archive.html

Plantando Sementes...



MINHA SORTE

Minha sorte foi colher sementes do bem

Plantá-las dentro de cada coração

e aos poucos vê-las brotarem,

transformando-se em flores de AMOR.

.

Reguei-as com carinho,

ás vezes com minhas próprias lágrimas.

Destribui raios de luzes para que germinassem

e brotassem em cada coração.

.

Aos poucos percebi que cresciam

Multiplicando-se.

Conquistei amigos e os acolhi em meu campo.

Dividimos todos os momentos,

as tempestades e depois as calmarias.

Sorrimos e choramos

sempre juntos!

.

Para cada amigo brotou uma flor e

cada flor uma essência diferente

todas com o mesmo encanto,

o mesmo AMOR.

Pensando bem... pensando agora.

-Qual foi a minha sorte? Eu sei!

Minha sorte foi colher amigos como vocês

Transformando-me em AMOR!

Fátima Merigue de Mendonça

(...) Os Educadores-sonhadores jamais desistem de suas sementes, mesmo que não germinem no tempo certo...Mesmo que pareçam frágeisl frente às intempéries...Mesmo que não sejam viçosas e que não exalem o perfume que se espera delas.O espírito de um mestre nunca se deixa abater pelas dificuldades. Ao contrário, esses educadores entendem experiências difíceis como desafios a serem vencidos. (...)
Gabriel Chalita
Fonte: http://www.pensador.info/poemas_da_plantar_sementes/

Nosso próximo projeto: Super- Heróis...

"Mais rápido que uma bala.

Mais forte que uma locomotiva

Capaz de saltar sobre os prédios mais altos com um simples pulo.

Olhem !

Lá no céu !"

É um pássaro !

É um avião !

Não ! É o Super-Homem !
1) JUSTIFICATIVA:
Os Super heróis sempre foi um tema presente na vida das crianças. E com certeza, todos nós temos o nosso “super-herói preferido”. Com o aumento de filmes, envolvendo super heróis, exibidos nos cinemas nos últimos anos, esse tema se tornou ainda mais frequente na vida das crianças. Assim, o aluno constrói o conhecimento, baseado em seus interesses do dia a dia e a sua aprendizagem torna-se significativa e prazerosa.

Os super heróis são personagens importantes para o imaginário infantil.

“Em trabalho de Educação de Valores, a única forma de “tocar” as crianças e os adolescentes é motivá-los a exporem suas idéias sobre a sociedade em geral, e, para tanto, os filmes escolhidos, apesar da temática de ficção e aventura, apresentam em sua essência a antiga luta do Bem contra o Mal, além de valores considerados universais que buscam a felicidade e uma vida digna.

Ao interpretar os filmes e origem de cada super herói, eles estão refletindo sobre suas necessidades e aspirações e também desenvolvendo aprendizados significativos.

“No inconsciente de toda criança, os primeiros heróis são os pais. Elas acreditam que eles são os mais fortes e bonitos. Essa necessidade de encontrar um herói acontece porque a criança se sente importante,daí ela procura um herói com o qual se identifique".

A identificação, da criança, com super heróis é muito comum, o poder de herói da a ela coragem para vencer as dificuldades internas e externas.

***Entretanto, sabemos que a ficção é algo muito interessante para as criança. O projeto possibilita elas perceberem a diferença entre a ficção e a realidade, pois já estão na idade de abstrair que a realidade é totalmente diferente.
2) OBJETIVOS:


O Projeto tem como objetivos básicos a complementação das atividades escolares, o desenvolvimento cognitivo, moral e a formação cidadã, baseados nas virtudes, tornando as crianças seres ativos, autônomos e participativos nas questões políticas, sociais e culturais.
3) METODOLOGIA:

O projeto destinado aos alunos da quarta série contém sugestões de atividades práticas, dinâmicas, interativas e interdisciplinares a serem trabalhadas.
4) ATIVIDADES:

a) Pesquisa; textos; filmes; interpretação; Gramática; histórias reais; produção textual; histórias em quadrinhos; histórias matemáticas; charge; trabalhos artísticos; músicas; jogos educativos (Informática); nomes em Inglês; heróis bíblicos e músicas "A fé faz o herói", "Meu herói é Jesus"(Ens. Religioso); Poema: Super Herói (Ed. p/ Pensar); Festa fantasia (semana da criança); avaliações envolvendo conteúdos associados a este tema.
5) DURAÇÃO: Um mês/ou um mês e meio.

6) AVALIAÇÃO:
a) Qualitativa: Continua e diária, observando a participação, responsabilidade e envolvimento com as atividades propostas em sala de aula e tarefas.


b) Quantitativa (considerando que também temos a nota): Avaliações envolvendo as diferentes disciplinas.


Música Educativa: Homem Aranha
Eu tenho um amigo

Com a cara meio estranha

Ele solta uma teia

Ele é o Homem Aranha

Ele sobe na parede

Ele pega o homem mau

Ele pula entre os prédios

Ele é um cara legal

Mais um dia o Duende Verde

Quis destruir a Natureza

O meu amigo Homem Aranha

Não deixou... mas que beleza!

*Composição tio Ricardo
Fonte da música: http://blogs.abril.com.br/fonomusicoterapia


Música: Meu Super-Herói


Mara Lima

Meu super herói não é deste mundo.

Não usa capa nem precisa de escudo.

É imbatível, poderoso, invencível.

Ele é grande demais.

Ele jamais perdeu alguma batalha.

O seu poder é grande, Ele não falha.

Ele vem me ajudar.

Não é o Batman, não é o He-man,

nem tão pouco Power-rangers também.

Seu nome é santo,

forte, grande e tremendo

Ele nasceu em Belém,

não é o Robin, não é o Super Man.

E nem tão pouco homem Aranha também.

Ele é Jesus filho de Jeová

é só chamar que Ele vem.

É meu amigo, Ele cuida de mim.

A sua força jamais terá fim.

Todo o poder está em suas mãos.

O meu Deus é assim.

Ele segura o mar em suas mãos.

Não é desenho de televisão.
Meu super herói. Jamais pode morrer.

Ele tem todo poder.

Ele é Jesus.

O meu herói é Jesus. (3x).
http://letras.terra.com.br/mara-lima/1216599/

7) Fonte de pesquisa:


quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Projeto: Eleições 2.010

Justificativa: A cidadania só tem sentido como testemunho e prática de conhecimentos que levam à ação. É urgente levantar as questões cidadãs da preservação ambiental, dos direitos humanos, da incorruptibilidade, da paz, enfim, quantas forem necessárias para formarmos cidadão conscientes da sua função na sociedade e comprometidos com a transformação da nossa realidade, de nosso país, em um lugar agradável de viver.Aprender a mobilizar conhecimentos para fazer intervenções solidárias na realidade é um direito dos nossos alunos. Respeitá-los como cidadãos é possibilitar a eles a porta do universo cognitivo e afetivo: o conhecimento significativo.

Objetivos:- Despertar a consciência cidadã das crianças participantes do projeto;- Proporcionar aos alunos oportunidades para que possam pensar, questionar, criticar, dar opiniões do que seria preciso mudar para que possamos viver na comunidade escolar com harmonia, respeito e cuidado com o ambiente.- Incentivar o aluno, desde já, a participar da política de forma ativa, mostrando a importância de bons governantes para qualquer país;- Observar de forma crítica as promessas dos candidatos, verificando se realmente há possibilidade de cumpri-las;- Conhecer o significado do voto consciente;- Ajudar na formação de cidadãos conscientes de suas potencialidades, conhecedores de seus direitos e responsabilidades;- Pesquisar o funcionamento dos três poderes em nível federal, estadual e municipal, bem como os cargos a serem disputados nas eleições 2010.- Conhecer as propostas de governo dos candidatos à presidência da República verificando as necessidades do povo brasileiro e a pertinência dessas propostas no contexto brasileiro atual;- Respeitar as opiniões dos colegas e candidatos, fazendo comentários construtivos sobre suas propostas;- Estimular o exercício de cidadania quanto à realidade que vivemos e nossa responsabilidade enquanto agentes transformadores, tanto nas eleições, quanto no dia a dia da sociedade.

Metodologia- Fazer uma lista com os problemas existentes no país. Depois pedir que observem os candidatos e vejam se há algo que estão prometendo que resolva algum problema listado por eles;- Incentivar os alunos para que assistam a propaganda eleitoral gratuito, anotar o que os candidatos estão listando como problemas e as soluções apresentadas pelos mesmos. Daí fazer uma crítica sobre o que foi dito por eles, ponderando as possibilidades reais de tais promessas serem cumpridas;- Promover na escola eleição entre os alunos. Cada candidato deverá apresentar seu plano de governo, propostas de melhoria na escola e na comunidade;- Comparar o país de ontem e de hoje: como era sua estrutura física? Como eram os costumes? E a convivência familiar? Quais eram os principais valores? O que mudou? Destacar pontos positivos e negativos. O que esperamos do país para o futuro?- Pesquisas em livros, revistas, jornais, folhetos, fotos, internet.- Postagem em nosso blog das propostas dos candidatos;- Aula expositiva dialogada , pesquisa em revistas, jornais, panfletos dos candidatos, na TV e na internet.- Trabalho em grupo onde cada um pesquisará vários setores da sociedade: educação, economia, saúde, segurança pública. Alguns grupos também investigarão a estrutura de poderes em que vive o Brasil: Executivo, Legislativo e Judiciário, assim como suas atribuições.

AVALIAÇÃO: Será feita durante o processo, através da observação do envolvimento dos alunos com as atividades propostas, dos textos produzidos e conteúdos em estudo.

ATIVIDADES:

Cada grupo de alunos deverá:- Criar uma sigla com significado para o partido;- Criar um logotipo para o partido. Não podendo ser de um partido já existente.(Artes)

- Criar um slogan para a Campanha; (frase)

- Criar a proposta de governo do partido (uma proposta de governo com sugestões para melhorar a comunidade escolar e minimizar problemas desta).

- Montar cartazes e espalhá-los pela escola.

- Cada grupo deve escolher um(a) presidente e um(a) governador(a) para representar a comunidade escolar.- Detalhar as prioridades do seu governo (biblioteca, pátio, quadra...).
CULMINÂNCIA:

- Disponibilizar os candidatos, siglas dos partidos e propostas de cada um deles. - Realizar uma eleição. - Organizar debates com os alunos da escola, onde cada candidato terá oportunidade de esclarecer suas propostas.- Confeccionar título de eleitor.- Promover um debate na etapa final das turmas. - Organizar um momento para a eleição (mesários, apuradores, local da votação e apuração, horário, fiscal de boca de urna). - Apurar os votos dos candidatos; - Divulgar a apuração e realizar uma cerimônia de posse do presidente eleito.

SUGESTÕES:

O que pode ser trabalhado com este projeto?

Língua Portuguesa: Leitura e escrita informal; Elaboração de discursos; Produção de textos.

Artes: Confecção de cartazes, propaganda política, faixas para a campanha, urnas, botons, Cédula Eleitoral, Título de Eleitor.

História/Geografia: Democracia; História das Eleições, Estudo dos Três Poderes; Poluição sonora e visual. Analisar as propostas de governo de canditatos voltados para melhorias na educação, habitação e empregos.

Matemática: Número de candidatos, de eleitores e de vagas; horários dos programas; datas e horários das eleições inseridos em histórias matemáticas e outras atividades desta disciplina.

Ciências: Analisar as propostas dos candidatos a Presidência do Brasil, buscando informações sobre a preocupação deles com a saúde do nosso povo e sustentabilidade.

Fonte de Pesquisa:
Adaptação: Profe Janete Motta
Apoio: Profª Luciane Caldas e Mácia R.

Deixe chover...

Deixe Chover Ontem a noite tive um sonho
Que estava uma manhã depois
Dias longos, ensolarados, e paz
Longas noites de amor, perdão, e risos

Talvez fosse só um sonho mas poderia ser realidade
Crianças são como sementes de plantas,
você tem que deixar suas flores crescerem
Você não sabe

Deixe chover
deixe o céu lavar minha dor
Deixe chover
Que a paz é o nome do amor
Hoje vi uma criança
Como a minha
O filho ou filha de alguém
Eu olhei como brincavam por um instante

Eu quis chorar,
Aqueles bebês apenas sorriram.
Talvez fosse só um sonho,
mas poderia ser realidade
Uma criança é apenas um sinal de Deus que diz que
Paz e amor são sementes que fazem o amanha crescer
Deixe chover
deixe o céu lavar minha dor

Deixe chover
Que a paz é o nome do amor
Continue, nós tentamos combater
Ninguém quer mais a paz

E as crianças perguntão aos seus pais "por que?"
Deixe chover
deixe o céu lavar minha dor
Deixe chover

Que a paz é o nome do amor
Na na na..
Deixe chover
Deixe chover

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Bullying...

Bullying é um termo da língua inglesa (bully = “valentão”) que se refere a todas as formas de atitudes agressivas, verbais ou físicas, intencionais e repetitivas, que ocorrem sem motivação evidente e são exercidas por um ou mais indivíduos, causando dor e angústia, com o objetivo de intimidar ou agredir outra pessoa sem ter a possibilidade ou capacidade de se defender, sendo realizadas dentro de uma relação desigual de forças ou poder.
O bullying se divide em duas categorias: a) bullying direto, que é a forma mais comum entre os agressores masculinos e b) bullying indireto, sendo essa a forma mais comum entre mulheres e crianças, tendo como característica o isolamento social da vítima. Em geral, a vítima teme o(a) agressor(a) em razão das ameaças ou mesmo a concretização da violência, física ou sexual, ou a perda dos meios de subsistência.
O bullying é um problema mundial, podendo ocorrer em praticamente qualquer contexto no qual as pessoas interajam, tais como escola, faculdade/universidade, família, mas pode ocorrer também no local de trabalho e entre vizinhos. Há uma tendência de as escolas não admitirem a ocorrência do bullyingentre seus alunos; ou desconhecem o problema ou se negam a enfrentá-lo. Esse tipo de agressão geralmente ocorre em áreas onde a presença ou supervisão de pessoas adultas é mínima ou inexistente. Estão inclusos no bullying os apelidos pejorativos criados para humilhar os colegas.
As pessoas que testemunham o bullying, na grande maioria, alunos, convivem com a violência e se silenciam em razão de temerem se tornar as “próximas vítimas” do agressor. No espaço escolar, quando não ocorre uma efetiva intervenção contra o bullying, o ambiente fica contaminado e os alunos, sem exceção, são afetados negativamente, experimentando sentimentos de medo e ansiedade.
As crianças ou adolescentes que sofrem bullying podem se tornar adultos com sentimentos negativos e baixa autoestima. Tendem a adquirir sérios problemas de relacionamento, podendo, inclusive, contrair comportamento agressivo. Em casos extremos, a vítima poderá tentar ou cometer suicídio.
O(s) autor(es) das agressões geralmente são pessoas que têm pouca empatia, pertencentes à famílias desestruturadas, em que o relacionamento afetivo entre seus membros tende a ser escasso ou precário. Por outro lado, o alvo dos agressores geralmente são pessoas pouco sociáveis, com baixa capacidade de reação ou de fazer cessar os atos prejudiciais contra si e possuem forte sentimento de insegurança, o que os impede de solicitar ajuda.
No Brasil, uma pesquisa realizada em 2010 com alunos de escolas públicas e particulares revelou que as humilhações típicas do bullying são comuns em alunos da 5ª e 6ª séries. As três cidades brasileiras com maior incidência dessa prática são: Brasília, Belo Horizonte e Curitiba.
Os atos de bullying ferem princípios constitucionais – respeito à dignidade da pessoa humana – e ferem o Código Civil, que determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem gera o dever de indenizar. O responsável pelo ato de bullying pode também ser enquadrado no Código de Defesa do Consumidor, tendo em vista que as escolas prestam serviço aos consumidores e são responsáveis por atos debullying que ocorram dentro do estabelecimento de ensino/trabalho.
Orson Camargo
Colaborador Brasil Escola
Graduado em Sociologia e Política pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo – FESPSP
Mestre em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
Sociologia - Brasil Escola

Fonte: Brasil Escola

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Homenagem Dia das Mães...

No dia em que Deus criou as mães (e já vinha virando dia e noite ha seis dias), um anjo apareceu-lhe e disse:

Por que esta criação está lhe deixando tão inquieto senhor?

E o Senhor Deus respondeu-lhe:

Você já leu as especificações desta encomenda?

Ela tem que ser totalmente lavável, mas não pode ser de plástico.

Deve ter 180 partes moveis e substituíveis, funcionar a base de café‚ e sobras de comida.

Ter um colo macio que sirva de travesseiro para as crianças.

Um beijo que tenha o dom de curar qualquer coisa, desde um ferimento até as dores de uma paixão, e ainda ter seis pares de mãos.

O anjo balançou lentamente a cabeça e disse-lhe:

Seis pares de mãos Senhor? Parece impossível?

Mas o problema não é esse, falou o Senhor Deus e os três pares de olhos que essa criatura tem que ter?

O anjo, num sobressalto, perguntou-lhe:

E tem isso no modelo padrão?

O Senhor Deus assentiu:

Um par de olhos para ver através de portas fechadas, para quando se perguntar o que as crianças estão fazendo lá dentro (embora ela já saiba); outro par na parte posterior da cabeça, para ver o que não deveria, mas precisa saber, e naturalmente os olhos normais, capazes de consolar uma criança em prantos, dizendo-lhe: Eu te compreendo e te amo! sem dizer uma palavra.

E o anjo mais uma vez comenta-lhe:

Senhor...já é hora de dormir. Amanhã é outro dia.

Mas o Senhor Deus explicou-lhe:

Não posso, já esta quase pronta. Já tenho um modelo que se cura sozinho quando adoece, que consegue alimentar uma família de seis pessoas com meio quilo de carne moída e consegue convencer uma criança de 9 anos a tomar banho...

O anjo rodeou vagarosamente o modelo e falou:

É muito delicada, Senhor!...

Mas o Senhor Deus disse entusiasmado:

Mas é muito resistente! Você não imagina o que esta pessoa pode fazer ou suportar!

O anjo, analisando melhor a criação, observa:

Ha um vazamento ali Senhor...

Não é um simples vazamento, é uma lagrima! E esta serve para expressar alegrias, tristezas, dores, solidão, orgulho e outros sentimentos.

Vós sois um gênio, Senhor! disse o anjo entusiasmado com a criação.

Fonte: http://www.declaracaodeamor.com/ler.php?id=521

Visita da 3ª série...

Aniversário do colégio...

Quão importante torna-se a Escola ... Nossa segunda casa, onde encontramos pessoas que farão parte de nossas vidas para sempre...

Desde a cozinheira, no preparo da merenda, da faxineira, que com cuidado

arruma a sala que utilizamos, as pesoas da secretaria, enfim, todos os

funcionários que trabalham para concretizar nossos sonhos escolares em

realidade e vida.

Direção, funcionários e professores, que efetivamente se preocupam em

construírem pessoas mais solidárias, autênticas e felizes; se preocupam

com todos os passos que percorremos e como trilhamos nossos caminhos...

Escola, casa sagrada; que conduz mentes humanas a serem mais fortes e

perseverantes, a construírem novas formas de vida e escolha. Agradecer

a Escola (Direção, Funcionários e Professores), é agradecer a pessoas

que lutam por uma sociedade mais soberana!

Felizes somos por termos a Escola!

Fonte: http://www.e-mensagens.com/mensagens-profissoes/professores

Nossa turminha...


Eles entram na vida da gente e deixam sinais.

Como a sonoridade do vento ao final da tarde.

Como os ataques de guitarras e metais presentes em

cada clarão da manhã.

Amigo é a pessoa que está ao seu lado e você vai

descobrir, olhando no disco do olhar.

Procure escutar:

Amigos foram compostos para serem ouvidos,

sentidos, compreendidos, interpretados.

Para tocarem nossas vidas com a mesma força do

instante em que foram criadas, para tocarem suas

próprias vidas com toda essa magia de serem músicas.

E de poderem alçar todos os vôos, de poderem

cumprir todas as notas, de poderem cumprir, afinal, o

sentido que a eles foi dado pelo compositor.

Amigos são pessoas como VOCÊ.

Amigo têm que fazer sucesso...

Mesmo que não estejam nas paradas;

Mesmo que não toquem no rádio...
Autor Desconhecido.

terça-feira, 27 de abril de 2010

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Projeto Anual: Virtudes...

Valorização da vida: Compromisso com o “SER”.
***Objetivo Geral:

Promover vivências, baseadas nas virtudes, que oportunizem a construção do “ser”, comprometido com a vida sustentável.
Enfoques:

1) Promover vivências e ações coletivas à vida sustentável.

2) Valorização e compromisso com a vida.

3) Reflexão sobre as virtudes e prática destas.
Referencial Teórico:
As virtudes humanas

A estrutura da personalidade compreende, entre outros elementos psicológicos, um conjunto de virtudes que tornam o indivíduo mais elevado, íntegro, humanitário. Uma virtude representa retidão moral, probidade, excelência moral. As pessoas podem ser avaliadas pela riqueza de suas virtudes. De forma sucinta, vamos apreciar algumas dessas virtudes. No decorrer da empreitada, poderemos observar que elas quase sempre caminham juntas, raramente apresentam-se isoladas.

***Autoconhecimento, Coragem, determinação, disciplina, bondade, humildade, maturidade, paciência, solidariedade, justiça, sabedoria...

A conquista da maturidade proporciona o surgimento da sabedoria. Esta virtude confere o poder de controlar impulsos e reações, ter uma visão de águia, reconhecer a verdadeira intuição, ser previdente. A pessoa que conquistou o poder da sabedoria é capaz de agir de forma correta, em todas as circunstâncias, com base em conheci-mentos vastos, em sua longa experiência, na própria realidade. Pode-se observar o perfeito equilíbrio de todos os poderes e talentos quando a sabedoria está presente.

Do livro do autor "A Arte de Viver"

Ramiro Sápiras
Publicado no Recanto das Letras em 14/12/2005
Uma educação centrada sobre a caridade...nos leva à aceitação do outro e à nossa própria aceitação pelo que o outro é e pelo que somos. (Rubim, p: 50)
Justificativa:
Todos nós sabemos das constantes mudanças sociais, econômicas e que a escola é convidada a levar a reflexão como prática diária junto ao desenvolvimento dos conhecimentos próprios para cada série e grupo de sujeitos que mobilizam.- se para aprender.Logo após a reflexão deve haver a ação, educandos e educadores precisam se comprometer com mudanças em si, no grupo e na sociedade.

É por estas questões, que devemos apostar que a escola é o lugar, por excelência, para trabalharmos as virtudes. Verificamos pela nossa prática que os alunos vem desenvolvendo a reflexão sobre este assunto, porém no âmbito da prática ainda deixam a desejar. Pensando nisto, neste ano de 2.010 nos propomos a transformar a sala de aula na vivência da cidadania e virtudes.

Nesse sentido, trabalhar a cidadania, as virtudes e o cuidado com a vida diariamente, em nossas salas de aula, são o sinônimo de semear no interior de nossas crianças o compromisso com a vida.

Entretanto, este projeto apresenta a proposta de não apenas trabalhar a vida, mas também as dimensões que ela envolve: a minha vida, a vida do outro e a vida do ambiente. Entendemos que as ações práticas envolvem a VIDA não apenas ficar no papel, mas fazer parte da consciência de cada um,para que seja capaz de assumir relações equilibradas e construtivas de suas idéias, pensamentos e atitudes.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
· Proporcionar a interiorização das virtudes indispensáveis à formação humana e atitudes positivas de relacionamento consigo e com os outros.

· Desenvolver uma consciência crítica sobre as várias formas de vida, compreendendo a interdependência da vida sustentável com a nossa vida .

· Vivenciar os valores cristãos de Pallotti nas relações pessoais e de grupo, valorizando a convivência fraterna e sensibilizando-se com os problemas sociais.

· Refletir sobre os problemas sociais e ambientais presentes em nossa sociedade.

· Conhecer e vivenciar atitudes de solidariedade, cooperação e respeito mútuo ao próximo e ao ambiente. (virtudes)

· Reconhecer a si mesmo como cidadão capaz de melhorar o mundo que vivemos.

· Compartilhar boas ações, a fim de tornarmos solidários uns com os outros.

· Compreender a sociedade numa estrutura de tempo e espaço, valorizando e confrontando as vivências com a realidade, a fim de construir sua cidadania baseada nas VIRTUDES.
Cronograma das atividades:
Atividades:

Visita ao Museu; Linha do tempo; Mapa da rua; Álbum de Ciências.

Março
Trabalhos relacionados à Páscoa, Pallotti e aniversário da escola: Caça ao tesouro de Páscoa, Bingo dos valores, trabalho artístico, direitos e deveres, Histórico da escola e localização.

Abril
Dia das Mães: Textos significativos, música e lembrancinha.

Maio
Educação p/ Pensar e Ens. Religioso: Virtudes

Ano todo
Produção artística: Releitura de obras

Trabalho com livros e reportagens sobre meio ambiente e reciclagem

Lembrancinha dos pais

Agosto
Confecção de personagens à partir das histórias e utilizando materiais recicláveis.

Junho e Julho
Mini- projete: Literatura: O Pequeno Príncipe (cada planeta uma virtude)

Virtudes que serão trabalhadas:

1º planeta: Do Rei (orgulho) Virtude: bondade

2º planeta: Homem Vaidoso (vaidade) Virtude: humildade

3º planeta: Bêbado (vício-vergonha) Virtude: coragem

4º planeta: Homem de negócios (ganância) Virtude: honestidade e solidariedade

5º planeta: Acendedor de Lampiões (preguiça) Virtude: confiança

6º planeta: Velho Geógrafo (acha ser mais sábio que os outros) Virtude: humildade

7º planeta: Terra ( diferentes tipos de pessoas e adultos) Virtude: justiça

*** Vamos analisar as atitudes negativas de alguns personagens para perceber o quanto são importantes as virtudes.

Junho, Julho e Agosto
Visita de escritor

Julho
Pesquisas e painéis sobre o RS

Junho até Novembro
Caminhada pelo bairro p/ observar questões ambientais(lixo, moradia, esgoto, água e saneamento)

Julho
Mensagens digitadas, na aula de Informática, sobre a conscientização da Preservação do meio ambiente

Distribuição à comunidade

Agosto
Apresentação do Coral Catadores de Lixo: Catando Cidadania

Agosto
Confecção de cartões e presentes com materiais recicláveis: Datas comemorativas

Ano todo
Aprendendo a reciclar papel- Projeto da Prefeitura

Setembro
Oficina de papel – Artista Kalú

Agosto ou setembro

Pesquisa de receitas culinárias juninas: Confecção de livrinho de receitas

Junho e julho

Mini- projeto: Copa do Mundo 2.010

Pesquisa sobre a África e Brasil (comparações: modo de vida, clima, população, localização...)

Textos informativos e aproveitamento dos números na Matemática

Ed. Física: Futebol (Interséries)

Copa das Virtudes - Pallottinho na copa

Ens. Religioso e Ed. p/ o Pensar: O Time escolhido por Jesus

Junho
Hora Cívica : painel e apresentação

Setembro
Semana Farroupilha: Festival de Talentos, Mateada, Lanche Farroupilha(churrasquinho e pão)

Setembro
Semana da criança- I Congresso da Criança

Outubro
Oficinas de brinquedos com materiais recicláveis: crianças e pais ( p/ serem doados à uma instituição)

Outubro
Gincana do meio ambiente

Outubro
- Culminância dos estudos sobre o RS -

Viagem de Estudos: Missões

Maquete das Missões

Novembro

Culminância dos Projetos – Apresentação das Turmas

Dezembro
Celebração de Natal


Projeto anual: Profª Janete Motta

Projeto de Literatura: Profª Luciane Caldas

Projeto de Literatura: O Pequeno Príncipe

Profª Márcia R.

Bibliografia:

A Arte de Viver: Ramiro Sápiras

Por uma Pedagogia Palotina: Achylle Rubim

Aprendendo a Ser e a Conviver: Margarida Serrão e Mª Clarice Baleeiro. S.P, FTD

Coleção: De Olho na Copa – África do Sul – Ed. Vale das Letras

Fonte: http://turmadaprofejanete.blogspot.com/2010/05/projeto-da-4-serie-2010-virtudes.html

Histórico do colégio...


COMEMORAÇÃO DO ANIVERSÁRIO DA ESCOLA 49 ANOS DE SUCESSO

         Em 1927, o Pe. Caetano Pagliuca e o Sr. Antônio Alves Ramos fizeram o lançamento da pedra fundamental do então Patronato Agrícola Antônio Alves Ramos, inaugurado em 17 de março de 1929, atendendo 33 alunos internos, com o objetivo de “Servir, amar, educar para uma formação integral”.



      Em 28 de abril de 1961, com a necessidade de aprimorar a formação dos jovens para o trabalho, foi fundado o Ginásio Industrial. A partir desta data, a Escola passou a ser oficialmente reconhecida como tal e, em 1972, com a nova Lei de Diretrizes e Bases nº 9671, deixou de ser Ginásio Industrial e passou a atender as séries finais do I Grau, até completá-las, em 1982, quando foi criada a Pré-escola.

        Em 2006, com o novo Regimento Escolar, passou a denominar-se Colégio Antônio Alves Ramos.Durante todos esses anos, construiu-se uma história repleta de muito trabalho, grandes alegrias e esforços de professores, padres e irmãos palotinos que, com muita competência, plantaram a boa semente da credibilidade desta Instituição de Ensino.

Atualmente o Colégio atende 577 alunos, com um grupo de professores muito entusiasmados e atuantes no processo da formação de nossos jovens e crianças.

      As ações pedagógicas são planejadas com foco na construção do conhecimento em equipe, com uma visão crítica da realidade social, política e econômica. Além disso, o Colégio estimula e oportuniza a vivência de valores como solidariedade, justiça, fraternidade e valorização da vida, tanto no sentido humano quanto ecológico para uma VIDA SUSTENTÁVEL, comprometendo-se a preparar o aluno para a diversidade da vida, para o exercício pleno de sua cidadania.
(Adaptação: profejanetemotta)
Fonte: http://turmadaprofejanete.blogspot.com/

Geografia: Mapa da minha rua...

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Dia do Livro Infantil...

BIOGRAFIA: MONTEIRO LOBATO

Nasceu em Taubaté, São Paulo, no dia 18 de abril de 1882. Em homenagem ao seu nascimento, neste dia comemora-se o Dia Nacional do Livro Infantil.


Era filho de José Bento Marcondes Lobato e Olímpia Augusto Lobato. Seu nome verdadeiro era José Renato Monteiro Lobato, mas em 1893 o autor preferiu adotar o nome do pai por desejar usar uma bengala do pai que continha no punho as iniciais JBML.

Juca, apelido que Lobato recebeu na infância, brincava em companhia de suas irmãs com legumes e sabugos de milho que eram transformados em bonecos e animais, conforme costume da época. Uma forte influência de sua própria experiência reside na criação do personagem Visconde de Sabugosa.

Ainda na infância, Juca descobriu seu gosto pelos livros na vasta biblioteca de seu avô. Os seus prediletos tratavam de viagens e aventuras. Ele leu tudo que lá existia, mas desde esta época incomodava a ele o fato de não existir uma literatura infantil tipicamente brasileira.

Um fato interessante aconteceu ao então jovem Juca, no ano de 1895: ele foi reprovado em uma prova oral de Português. O ano seguinte foi de total estudo, mergulhado nos livros. Notável é o interesse de Lobato escritor no que diz respeito à Língua Portuguesa, presente em alguns de seus títulos. É na adolescência que começa a escrever para jornaizinhos escolares e descobre seu gosto pelo desenho.


Teatro dos professores

Aos 16 anos perde o pai e aos 17 a mãe. A partir de então, sua tutela fica a encargo do avô materno, o Visconde de Tremembé. Formou-se em Direito pela faculdade de seu estado, por vontade do avô, porque preferia ter cursado a Escola de Belas-Artes. Esse gosto pelas artes resultou em várias caricaturas e desenhos que ele enviava para jornais e revistas.

Em 1907, 3 anos após sua formatura, exerceu a promotoria em Areias, cidadezinha do interior. Retirou-se depois para uma fazenda em Buquira que herdou do avô, falecido em 1911. Este município, onde surgiu um Lobato fazendeiro, recebeu seu nome em sua homenagem.

Casou-se com Maria Pureza da Natividade, em 28 de março de 1908. Do casamento vieram os quatro filhos: Edgar, Guilherme, Marta e Rute.

Em 1918 lançou Urupês, e o êxito fulminante desse livro de contos colocou-o numa posição de vanguarda. Neste mesmo ano, vendeu a fazenda e transferiu-se para São Paulo, onde inaugurou a primeira editora nacional: Monteiro Lobato & Cia. Até então, os livros que circulavam no Brasil eram publicados em Portugal. Por isso, as iniciativas de Lobato deram à indústria brasileira do livro um impulso decisivo para sua expansão.

Em 1926, foi nomeado adido comercial da embaixada brasileira nos Estados Unidos, de onde trouxe um notável livro de impressões: América. Usou, assim, suas principais armas em prol do nacionalismo no tocante à exploração de ferro e petróleo no Brasil: os ideais e os livros.

Preocupado com o desenvolvimento econômico do país, chegou a fundar diversas companhias para a exploração do petróleo nacional.. O fracasso dessa iniciativa deu-lhe assunto para um artigo: O Escândalo do Petróleo. Já sob o Estado Novo, sua persistência em abordar esse tema como patriota autêntico valeu-lhe três meses de prisão.

No público infantil, Lobato escritor reencontra as esperanças no Brasil. Escrever para crianças era sua alegria, por isso adorava receber as cartinhas que seu pequenino público escrevia constantemente. Achava que o futuro deveria ser mudado através da criançada, para quem dava um tratamento especial, sem ser infantilizado. O resultado foi sensacional, conseguindo transportar até hoje muitas crianças e adultos para o maravilhoso mundo do Sítio do Picapau Amarelo.

Faleceu em São Paulo, no dia 4 de julho de 1948, aos 66 anos de idade, por causa de um derrame.

A obra lobatiana é composta por 30 volumes. Tem um lugar indisputável na literatura brasileira como o Andersen brasileiro, autor dos primeiros livros brasileiros para crianças, e também como revelador de Jeca Tatu, o homem do interior brasileiro.

http://www.graudez.com.br/litinf/autores/lobato/biografia.htm


O PÚBLICO MARAVILHOSO E SUPER PARTICIPATIVO
O trio fantástoco da 4º série
Sucesso total em 2010!!
Um elenco de sucesso total

Eu de Emília...

A Emília toda feliz

Teatro de professores...

Teatro do Professores

A Pílula Falante
Elenco:
Profª Nlita- Dona Benta
Profª Márcia- Visconde de Sabugosa
Profª Janete-Tia Nastácia
Prof Wilian- Pedrinho
Profª Patrícia- Narizinho
Profª Luciane- Emília

Personagens do Sítio e Jeca Tatu...

PERSONAGENS DO SÍTIO DO PICA- PAU AMARELO: clique no link abaixo


HISTÓRIA DE JECA TATU - Conhecemos no ano passado quando estudamos VERMINOSES

CONHEÇA VOCÊ TAMBÉM..MUITO INTERESSANTE!
http://www.techs.com.br/meimei/historias/historia66.htm
Monteiro Lobato nasceu em Taubaté, São Paulo, no dia 18 de abril de 1882. Em homenagem ao seu nascimento, neste dia comemora-se o Dia Nacional do Livro Infantil.


Era filho de José Bento Marcondes Lobato e Olímpia Augusto Lobato. Seu nome verdadeiro era José Renato Monteiro Lobato, mas em 1893 o autor preferiu adotar o nome do pai por desejar usar uma bengala do pai que continha no punho as iniciais JBML.


Juca, apelido que Lobato recebeu na infância, brincava em companhia de suas irmãs com legumes e sabugos de milho que eram transformados em bonecos e animais, conforme costume da época. Uma forte influência de sua própria experiência reside na criação do personagem Visconde de Sabugosa.


Ainda na infância, Juca descobriu seu gosto pelos livros na vasta biblioteca de seu avô. Os seus prediletos tratavam de viagens e aventuras. Ele leu tudo que lá existia, mas desde esta época incomodava a ele o fato de não existir uma literatura infantil tipicamente brasileira.


Um fato interessante aconteceu ao então jovem Juca, no ano de 1895: ele foi reprovado em uma prova oral de Português. O ano seguinte foi de total estudo, mergulhado nos livros. Notável é o interesse de Lobato escritor no que diz respeito à Língua Portuguesa, presente em alguns de seus títulos. É na adolescência que começa a escrever para jornaizinhos escolares e descobre seu gosto pelo desenho.


Aos 16 anos perde o pai e aos 17 a mãe. A partir de então, sua tutela fica a encargo do avô materno, o Visconde de Tremembé. Formou-se em Direito pela faculdade de seu estado, por vontade do avô, porque preferia ter cursado a Escola de Belas-Artes. Esse gosto pelas artes resultou em várias caricaturas e desenhos que ele enviava para jornais e revistas.


Em 1907, 3 anos após sua formatura, exerceu a promotoria em Areias, cidadezinha do interior. Retirou-se depois para uma fazenda em Buquira que herdou do avô, falecido em 1911. Este município, onde surgiu um Lobato fazendeiro, recebeu seu nome em sua homenagem.


Casou-se com Maria Pureza da Natividade, em 28 de março de 1908. Do casamento vieram os quatro filhos: Edgar, Guilherme, Marta e Rute.


Em 1918 lançou Urupês, e o êxito fulminante desse livro de contos colocou-o numa posição de vanguarda. Neste mesmo ano, vendeu a fazenda e transferiu-se para São Paulo, onde inaugurou a primeira editora nacional: Monteiro Lobato & Cia. Até então, os livros que circulavam no Brasil eram publicados em Portugal. Por isso, as iniciativas de Lobato deram à indústria brasileira do livro um impulso decisivo para sua expansão.


Em 1926, foi nomeado adido comercial da embaixada brasileira nos Estados Unidos, de onde trouxe um notável livro de impressões: América. Usou, assim, suas principais armas em prol do nacionalismo no tocante à exploração de ferro e petróleo no Brasil: os ideais e os livros.


Preocupado com o desenvolvimento econômico do país, chegou a fundar diversas companhias para a exploração do petróleo nacional.. O fracasso dessa iniciativa deu-lhe assunto para um artigo: O Escândalo do Petróleo. Já sob o Estado Novo, sua persistência em abordar esse tema como patriota autêntico valeu-lhe três meses de prisão.


No público infantil, Lobato escritor reencontra as esperanças no Brasil. Escrever para crianças era sua alegria, por isso adorava receber as cartinhas que seu pequenino público escrevia constantemente. Achava que o futuro deveria ser mudado através da criançada, para quem dava um tratamento especial, sem ser infantilizado. O resultado foi sensacional, conseguindo transportar até hoje muitas crianças e adultos para o maravilhoso mundo do Sítio do Picapau Amarelo.


Faleceu em São Paulo, no dia 4 de julho de 1948, aos 66 anos de idade, por causa de um derrame.


A obra lobatiana é composta por 30 volumes. Tem um lugar indisputável na literatura brasileira como o Andersen brasileiro, autor dos primeiros livros brasileiros para crianças, e também como revelador de Jeca Tatu, o homem do interior brasileiro.






http://www.graudez.com.br/litinf/autores/lobato/biografia.htm








Esta informação veio do blog da profª Janete da T 41